Páginas

LUZ PARA O MEU CAMINHO E LÂMPADA PARA OS MEUS PÉS !

Seguidores

terça-feira, 12 de abril de 2016

CHEGA DE MENTIRAS !!!!!

Quero aqui expressar de maneira pública o meu inconformismo com os desmandos do PT, e com toda estas pessoas, que travestidas de partidárias do mesmo, apenas buscaram sugar o País e o povo brasileiro. Estes mesmos governantes e políticos, que se fingindo de amigos do povo e distribuindo migalhas como o bolsa família, acobertavam o desvio de milhões de reais dos cofres do governo e de empresas públicas.
Estes mesmo covardes, que depois de descobertos e desmascarados, tentam agora de maneira visível e descarada angariar apoio político, distribuindo cargos para qualquer um que se prestar ao papel de ser conivente com seus desmandos. Ainda tem a coragem de ir para a televisão, e tentar levantar o povo inocente e necessitado contra aqueles que combatem a corrupção. ATENÇÃO POVO BRASILEIRO !!!!! NÃO SE DEIXEM ENGANAR !!! Enquanto você se humilhava atrás das migalhas do bolsa miséria, Dona Dilma e sua turma de Petralhas embolsavam milhões !!!!
VAMOS ACORDAR !!!!! VAMOS COLOCAR UM PONTO FINAL NA CORRUPÇÃO DESTES MISERÁVEIS EGOÍSTAS !
CHEGA DE CORRUPÇÃO.
Golpe, foi o que eles deram na população que os apoiou e confiou. Agora querem alegar que este movimento legítimo, baseado em levantamento feito pela polícia federal, é um movimento que busca somente prejudicá-los.
MENTIRA!!!! AS INVESTIGAÇÕES FEITAS PELA POLÍCIA FEDERAL foram feitas de maneira coerente e imparcial. Todos os envolvidos investigados e presos até agora, realmente traíram a confiança da população e dos eleitores e se venderam, buscando satisfazer seus próprios interesses. FORA DILMA, FORA PT, FORA LULA E TODOS OS CORRUPTOS QUE QUEREM FAZER DO NOSSO BRASIL, UM NINHO DE RATOS !!!

quinta-feira, 17 de março de 2016

A VOZ DO POVO

A VOZ DO POVO


Nos últimos dias temos visto em todas as Capitais do País, uma grande manifestação popular, onde brasileiros de todas as idades, raça e posição social, foram às ruas clamar contra o Governo da presidenta Dilma e seu partido, o PT. As grandes ondas de corrupção e desmando de seu governo, geraram no coração do Povo brasileiro, a inconformação e desprezo.
Com a crise financeira instalada no País, o que resta é uma educação medíocre, uma saúde inoperante e alquebrada e uma segurança ineficaz, que permite a crescente da violência.
Não pode contar o povo com um governo que se une aos vis, e ladrões, também roubando  e saqueando. Agora busca o PT salvaguardar os seus líderes, com a nomeação de Luiz Inácio Lula para Ministro da casa civil.
Tal atitude, livraria Lula da atuação do Juiz Moro, e o sujeitaria a corte do STF, onde o Governo encontra aliados. Um duro golpe na atuação da Polícia Federal, que vinha até então caçando e prendendo os corruptos que sangraram os cofres públicos.

Até um deles, que antes dizia, “ O POVO MERECE RESPEITO”, corrompeu-se, cedendo as ilicitudes e irregularidades. Diante de tal quadro político, onde ninguém é crível e merecedor de confiança, manifesta-se agora o povo, bradando e clamando por justiça e pelo fim da era de corrupção do PT.
Será que serão ouvidos? Não acredito, pois que os ratos que ainda sobraram no navio chamado governo, preocupam-se apenas em defender-se e tentar manter suas conquistas financeiras a custa do povo. São tão hipócritas, que mesmo com o Povo, senhor e soberano do Brasil, dizendo em alto e bom som, “FORA DILMA, FORA LULA, FORA PT !”, teimam em permanecer.



O governo Dilma, perdeu totalmente as rédeas da administração Nacional, então porque não ouvir a VOZ DO POVO, se como dizem, esta É A VOZ DE DEUS ?
O que será que estes indivíduos querem ainda? Será que não ficou bem claro a mensagem de insatisfação, com milhões de brasileiros se manifestando de forma clara e nítida? Onde estão os guardiões do POVO e do Brasil? Onde estão aqueles que podem por um fim em todo este desmando e desrespeito ?


Senhores Militares e Ministério público, não permitam que esta gentalha continue a destruir nossa pátria. O momento é este, o momento é agora, vamos salvar o país, enquanto ainda podemos. Se tardarmos, o que sobrará , infelizmente será lágrimas e sangue.




sábado, 12 de março de 2016

A DIFÍCIL TAREFA DE PERDOAR

Hoje fiz uma grande descoberta, que todos os seres humanos tem em si, um quê de repórter. Não que esta seja uma má profissão, não se trata disso, mas sim, no que diz respeito da necessidade  que o homem de maneira geral tem  de falar da vida dos outros. 
Ele se acha com direito e dever, e em alguns momentos até sente prazer, em por em pauta e evidência a vida alheia, apontando suas falhas e fraquezas.
Esquecem-se de que ele mesmo falha e erra.
Este prazer, em por às claras as falhas de seus semelhantes, faz parte da competitividade humana, achando que para alguém subir ou se dar bem na vida, outro tem que cair.
Em dado momento da tarde de hoje, um amigo, de nome André, bateu a porta de minha sala de trabalho, e após entrar, começou a puxar conversa. Dentre tudo que comentou, chamou-me a atenção comentário feito a respeito de seu velho pai, que estando em idade avançada, parece ter desistido da vida. Ele já não mais se preocupa em alimentar-se , nem com seu próprio corpo, pois também já não se banha e nem se atavia mais, passando a andar nu dentro de casa.
Os irmãos de André, preocupados com as atitudes do pai, resolveram então ligar comunicando-lhe assim os fatos. André resolveu consolá-los , dizendo que isso era normal e que a hora da partida do pai, já era chegada. Disse-lhes também André, que não se preocupassem pois ele estava tranquilo.
Confesso que estranhei tal comentário, mas permaneci calado ouvindo os comentários de André, que culminaram por apontar o pai, como uma pessoa ingrata , que traia a mãe e que por ela nada fizera. Sua mãe, já falecida há 08 anos, nunca reclamara do marido e em todas as lutas  e dificuldades, confiava que Deus cuidaria de todos.
O pai, segundo André, é funcionário aposentado do estado, possuindo alguns bens imóveis e móveis, alguns adquiridos após a morte de sua mulher, e já em convivência com outra senhora.
Não preciso nem dizer, que André nutre por esta senhora uma grande mágoa, se por ciúme ou não, quiçá por almejar tais bens, eu nada posso afirmar. Fato é, que isso ficou bem entendido em nossa conversa, se é que posso chamar assim, já que só ele falava, ou melhor, desabafava.
Disse ainda, que sua mãe partira cedo e que ela merecia viver um pouco mais. Deus não foi justo.
Agora me respondam:
Quem deu a ele, o direito de julgar seu pai? Quem o nomeou Juiz ou acusador?
Quem pode assumir o lugar de Deus e determinar quem deve morrer, e quem não deve, quando a hora é a hora de um ou de outro partir?
Será que Deus entrou de férias e eu não sei? Isso justifica o fato de tantas pessoas se acharem no direito de ocupar o ligar de Deus, pois ele ficou vago.
Entenda-se de uma vez por todas, que a vida e a morte, se manifestam por vontade divina, e que nenhum de nós, meros mortais, recebemos permissão para julgar, apontar e definir nada contra ninguém.
A mentalidade humana, advinda  de um entendimento materialista, leva o homem a ver seu semelhante como um adversário a ser batido, e a luta por se por, ou ser posto em evidência ou destaque, muitas das vezes se torna cruel. Esta não respeita nem resguarda nem os laços consanguíneos , ou seja, até a carne da minha carne, pode se tornar meu rival e inimigo.
Pré julgam, apontam, condenam, sem a mínima misericórdia, não levando em conta sequer, o que a referida pessoa tenha feito de bom. Se isto ocorre entre familiares, que dirá entre os apenas conhecidos ou desconhecidos.
Ninguém, na verdade, busca se preparar para praticar o perdão.
Perdoar significa, esquecer o anterior, deixar para trás o que passou, não levar em conta o passado, dar nova oportunidade, ver com outros olhos, crer na mudança e novidade de vida.
Todos, sem exceção querem ser perdoados quando falham. Todos querem poder mudar de direção e recomeçar, mas, de forma egoísta acham, não sei porque motivo, que esse direito é só seu, e de mais ninguém.
Eu não posso julgar ninguém, por algo que não presenciei, que não vi, e sobre fato que não me causou nenhuma consequência. Fulano brigou com beltrano, mas comigo sempre manteve respeito e bom trato. Como posso então me achar no direito de julgá-lo ?
Um bom exemplo do que falo, é o exemplo contido no texto de João, capítulo 8 do verso 01 ao 11, onde uma mulher flagrada em adultério estava por ser apedrejada. Todos ali, menos Jesus, queriam a sua morte, e apontavam e criticavam seu erro, já de ante mão condenado-a. Jesus em sua infinita sabedoria, apenas lhes disse: “ Aquele dentre vós estiver sem pecado, atire a primeira pedra”( verso 7).
Segundo o texto, ninguém a apedrejou e a acusou mais, se retirando dali todas aquelas pessoas.
Será que o pai do André não desistiu da vida , justamente por não ter recebido o perdão dos filhos?
Todos nós falhamos em algum momento de nossas vida e segundo Deus, somos merecedores de nova oportunidade. Deus nos vê como iguais e merecedores de perdão.
Apenas os mesquinhos, os maus, os egoístas, teimam em apontar e acusar, querendo encobrir suas fraquezas e defeitos com os desacertos e pecados alheios.
Queridos, Deus é Deus de justiça, mas também de amor, e mesmo para os nossos acusadores, deve existir o perdão.
“ A FALTA DE PERDÃO, GERA A MORTE DA ALMA “.
Grande abraço.
Cristo vos abençoe.
Pr. Paulo Nercelhas.


terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

VERDADES

"Existem verdades que independem da vontade dos outros para existirem, pois elas vem direto do Coração de Deus, para nossas vidas. Quem te julga e avalia é Cristo, e esta verdade, ninguém pode mudar. Quem te chamou foi Cristo e esta verdade, também ninguém poderá mudar.
Agora, as opiniões estabelecidas por pessoas, essas não importam muito, visto que de pessoa para pessoa, estas opiniões divergem, pois são baseadas na opinião particular de cada uma, gerada pelo "mundo" que a cerca e em que ela está inserida.
A única verdade imutável provém de Cristo, que tudo vê, sabe, e contempla, Desta, não podemos escapar. Deus nos conhece por dentro e por fora, e nenhuma verdade "fabricada", poderá sobrepor-se a verdade divina".
Deus vos conceda uma noite abençoada.

Pr. Paulo Nercelhas.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

O CÚMULO DO DESPREZO, O RUIR DE UM ESTADO.

Notícia velha, é a que se reporta a crise financeira enfrentada pelo Estado do Rio de Janeiro. Crise esta, que gera reflexo em todos os serviços e áreas vitais no atendimento a população.
A Saúde, já em estado terminal, recebeu a pá de cal, com a notícia de que mais uma vez, toneladas de medicamentos e equipamentos médicos se perderam, deterioraram, por falta de cuidado em um depósito situado em Niterói - Rj. Como se já não bastasse a falta de profissionais, da área, e a falta de medicamentos, percebemos que esta falta ocorre não pelo fato dos medicamentos não existirem, mas sim, por terem eles estragados por falta de zelo.
A Educação, fragilizada, beira às portas de mais uma greve de seus profissionais, que sem salários, e condições de trabalho, planejam uma paralisação.
Milhares de alunos da rede estadual tem tido dificuldade em obter  o RIOCARD escolar, porque as escolas não tem acesso a internet. No site supracitado, os alunos recebem a informação de que as unidades escolares tem que enviar o cadastro dos novos alunos, e já as secretarias escolares dizem que os alunos e seus responsáveis é que tem esta obrigação, de se cadastrar e solicitar o serviço. Fato é que esta contradição por qualquer que seja o motivo, só prejudica aos alunos, pois estes ficam sem condição de se locomover para as citadas unidades , na maioria das vezes distantes de sua residência.

No que tange a Segurança Pública, mais um escândalo se materializa, com a morte de dois estrangeiros, um home e uma mulher, encontrados mortos em locais nobres da Cidade do Rio de Janeiro. Se os nativos do estado já não dispo~em de segurança alguma, que dirá os que se aventuram em visitar-nos.
A violência, literalmente tem mostrado suas garras, sem quem a possa deter.

As olimpíadas estão aí, e com ela muitos outros turistas , de várias partes do mundo aparecerão, e isso nos traz a uma interrogação; como proteger, garantir e assegurar o direito de ir e vir de tantas pessoas, ao mesmo tempo? Uma tarefa dificílima e árdua, a ser cumprida.

Na sombra da catástrofe mineira de Mariana, onde um mar de lama destruiu e matou, o Rio de Janeiro apresenta também o seu lado negro. O aterro sanitário de Seropédica, que recebe o lixo da Cidade do Rio, Itaguaí, e Seropédica, apresentou problemas após as fortes chuvas de domingo, e assim permitiu que o chorume derivado do lixo contido,   vazasse e  alcançasse um córrego causando contaminação em suas águas, como se não bastasse, há agora o risco de que este vazamento alcance o Aquífero Piranema, uma reserva de águas limpas que pode ser usada no abastecimento da Cidade.

Pelo visto, estamos todos entregues as baratas, submissos às intempéries, a incompetência e ao desprezo de nossos administradores. Hoje, estamos de pé,, mas o amanhã pertence a Deus. Só nos resta a fé.

Paulo Nercelhas.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

EM BUSCA DE QUEM ME OUÇA

Segundo a Bíblia Sagrada, foi dito pela própria Boca de Deus: " Não é bom que o homem viva só".
Isto, desde a muito demonstra, que o homem não foi criado com estrutura para suportar a solidão, e o isolamento. Há, dentro do homem, a necessidade de se relacionar, de comunicar-se com o seu próximo.       Assim também percebe-se o porque de tal comportamento, visto pois que, foi ele mesmo dotado de inteligência, e sua percepção a respeito de tudo que o cerca, faz com que ele tenda a externar seus pensamentos, transmitindo a outros, o seu "modus pensante", ou seja, o seu entendimento particular a respeito de tudo.
Isto, ocorre com todos nós, independentemente da nossa cor, raça, idade, posição social, ou condição financeira. Temos, sem exceção a necessidade de nos fazer ouvir.
O grande problema, surge, quando estamos inseridos em um ambiente mais evoluído. O mundo de hoje, onde a competitividade reina, todos buscam alguém que lhes possa ouvir, concedendo-lhe a atenção devida, e ao mesmo tempo lhe emprestando a voz.
Sabe-se bem que todos buscam, mas poucos encontrarão esta oportunidade, todos batem , mas para poucos se abrirá as portas.
A sociedade de oportunidades, tem na verdade se revelado como uma grande utopia, já que não há espaço para todos.
Vem este texto e comentário derivar, de um fato real, onde grande amigo, de nome Flávio, escritor, roteirista já com alguns prêmios no exterior, confessar-me sua luta e frustração, no que tange a conseguir apresentar seu trabalho no cenário nacional.
Vê-se que os que hoje dominam este mercado de trabalho, o detém com unhas e dentes, descartando qualquer concorrência, como se somente eles estivessem capacitados para tal, um verdadeiro comportamento egoísta e egocêntrico.
Não compartilham nada com ninguém, nem abrem espaço e oportunidades para que outros possam também expor suas criações.
O tema supracitado, reflete uma necessidade de se ter alguém que nos ouça e nos permita externar aquilo que carregamos dentro do peito.
Nós brasileiros, somos por origem, um povo criativo e de fácil adaptação. Capazes de nos adequarmos  a qualquer situação. Isto posto, muitos são os que, como meu amigo Flávio, tem chegado à muitas criações e projetos, que se materializados proporcionariam grande edificação a quem os visse e ouvisse , mas infelizmente, seguem engessados, postos de lado, enquanto apenas poucos se regalam com a "farta mesa".
Lembro-me também de outro grande amigo, o professor Edivaldo Lopes de Araújo, que em nosso trabalho junto a COPE (Coordenação de Projetos Especiais da UniverCidade), dizia: " Ninguém é tão pobre que não possa ajudar, ou que não tenha nada para compartilhar, ou, quando assim o for, ainda pode ouvir alguém. " Com esse lema, atuávamos em projetos sociais com a prestação de Assistência Jurídica Comunitária gratuita, em muitas comunidades carentes, levando a oportunidade de dignidade e cidadania.
Tudo parte do entendimento, de que quem ouve compreende o seu próximo, e que o ouvir , vem antes do ser ouvido.

Graça e Paz.

José Paulo Nercelhas Júnior. 

A DESVALORIZAÇÃO DO FUTEBOL NACIONAL

O resultado negativo e vexatório obtido pela seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014, é apenas o reflexo do longo período em que nosso futebol foi delapidado. Diogo isso, sem medo de errar, pois o resultado colhido não aconteceu por acaso, mas é fruto de acontecimentos anteriores e repetitivos, que já vinham minando o nosso futebol.
A hiper-valorização  dos jogadores, a falta de estrutura e investimentos nas categorias de base, somadas a ganância empresarial, fizeram com que chegássemos a humilhação em pleno território nacional, uma verdadeira vergonha.
Anos e anos de desmando, fizeram com que a arte futebolística fosse mera coadjuvante nema era de grandes negociações.
As gerações recentes de técnicos e dirigentes, mudaram a cara e a finalidade do futebol brasileiro, passando os clubes a se comportarem e serem tidos como meras máquinas produtoras de jogadores para o mercado exterior, sem se importar com a nossa essência e a alegria de se jogar bola.
Os dribles desconcertantes as jogadas de efeito, a descontração e a alegria de do futebol arte, fazem parte do passado. O amor à camisa, o sangue nos olhos ao se disputar uma partida, só é encontrada nos "tapes antigos", de uma era esquecida, onde velhos ídolos incopiáveis, com sua visão de jogo e tiradas sensacionais, mostravam ao mundo quem mandava em campo.
Hoje, o que se vê, é um futebol medíocre, inanimado, sem alegria, sem tesão, visto que o que motiva os que o praticam é o dinheiro, que podem alcançar e obter.
Enquanto o futebol mundial evolui, o nosso definha.
De quem será a culpa? Ontem, tínhamos oleiros em todos os campinhos, mesmo os mais remotos à caça de talentos natos, e hoje?
Somente aqueles com QI, tem oportunidade. A indicação é melhor moeda, e os favores envolvidos fazem com que o caminho para os grandes clubes se encurtem.
O futebol carioca, é, por exemplo, em minha opinião um dos mais fracos do País. Todo ano, os 04 clubes do estado, considerados grandes, revezam-se na disputa pelo título estadual, não havendo espaço para os pequenos.
Alguns destes clubes pequeninos, já fecharam suas portas, vencidos pelo desestímulo e a falta de incentivo por tarte da Federação.
Uma solução, para reverter a situação presente, seria a implantação do modelo de adoção, onde em cada ano, os quatro grandes adotariam um clube pequeno e nele investiriam com infraestrutura, receita, jogadores e etc...
Isso faria com que houvesse um fortalecimento e equilíbrio no campeonato, tanto no Estadual, como nos campeonatos que esses fossem disputar.
 No ano seguinte, novos clubes seriam adotados e assim, o futebol do Rio de janeiro ganharia em qualidade.
Agora imaginem o efeito produzido a nível nacional, se em todos os estados fosse adotado este modelo? Quantos novos Pelés, Garrinchas, Zicos, Zagalos, Tostões, Furações, Ronaldinhos, Romários, poderiam ser descobertos?
O futebol, está no sangue do brasileiro, o que falta é força de vontade. Precisamos driblar o interesse ganancioso de alguns, e resgatar o amor pelo futebol da maioria. Assim, com certeza, o Brasil voltará a ocupar o topo, a posição de honra de onde nunca deveria ter saído.

José Paulo Nercelhas Júnior.